Pares perfeitos, os ingredientes de skincare que ficam ainda melhores quando combinados

Você sabia que combinar as substâncias certas pode potencializar os benefícios da sua rotina de cuidados?

Pensando nisso, separamos alguns dos ativos mais comuns nos produtos de skincare e, com a ajuda da dermatologista Adriana Vilarinho, explicamos como essas associações agem na prática.

Na hora de aplicar os produtos, a médica orienta a começar sempre pela limpeza, seguir para um tônico ou água termal de preferência, e só então partir para a construção das camadas. Na dúvida, a ordem dos cremes vai do mais líquido, como um sérum, ao mais denso. “Uma boa substância sozinha já tem ação benéfica, mas, combinada ao ingrediente certo, ela é intensificada”, resume Adriana Vilarinho. Papel e caneta na mão, vamos às duplas:

Vitamina C + ácido glicólico

A vitamina C e o ácido glicólico podem formar uma dupla poderosa no tratamento da pele, mas, de acordo com a médica, é melhor que sejam usados em dias alternados e durante a noite, para evitar que o rosto fique sensibilizado. “O ácido glicólico acelera a renovação da epiderme, melhorando a textura da pele, enquanto a vitamina C suaviza a aparência de manchas, resultando em uma pele iluminada e com viço”, ela explica.

Vitamina C + retinol

Outro par de ingredientes que funciona melhor em dias alternados, retinol e vitamina C têm a capacidade de maximizar o poder antioxidante um do outro. “Enquanto o retinol é ótimo para suavizar linhas finas, a vitamina C deixa a pele mais firme e, como na combinação anterior, também melhora a aparência de manchas”, diz Adriana Vilarinho.

Ácido hialurônico + retinol

“O ácido hialurônico forma uma combinação muito boa com o retinol. Enquanto o primeiro hidrata, o segundo age como um ácido leve”, destaca a dermatologista. Para quem tem a pele oleosa e ainda se assusta com produtos que tenham alto poder de hidratação, ela indica optar pelo ácido hialurônico em formato de sérum. Anotado?

Retinol + niacinamida

Dois ingredientes cada vez mais comuns nos produtos de skincare nacionais, o retinol e a niacinamida trabalham tão bem juntos que podem até ser usados em uma mesma fórmula, segundo Vilarinho. Entre os principais efeitos, a dupla tem a suavização de poros e a diminuição da oleosidade.

Resveratrol + niacinamida

Por si só, o resveratrol já é um ativo poderoso: além de ter ação protetora contra a radiação ultravioleta, ele ajuda a dar elasticidade para a pele e combate a hiperpigmentação. Quando aliado à niacinamida, outro antioxidante, sua força é redobrada. “Juntos, eles atuam também na suavização da textura da pele”, acrescenta a médica.

Niacinamida + AHAs (ácido glicólico, lático, málico e mandélico)

“A niacinamida, que é uma forma ativa da vitamina B3, diminui a oleosidade e melhora o aspecto dos poros, porque dá um aspecto matificante para a pele”, conta a dermatologista. Produtos com alfa-hidroxiácidos, os AHAs, são um bom match — “Como ambos os ingredientes têm ação antioxidante, um potencializa o outro.” Por serem esfoliantes químicos, os AHAs também ajudam na renovação celular. Ah, Vilarinho adverte: “É importante usar filtro solar por cima dessas camadas.”

Antioxidantes + filtro solar

Como bônus, Adriana Vilarinho sugere outra parceria de sucesso: antioxidantes antes do filtro solar. A vitamina E, que tem ação hidratante, e as já citadas vitamina C e niacinamida estão entre as opções indicadas para complementar a proteção aos raios solares, auxiliando no combate aos radicais livres e ao envelhecimento celular precoce.

Vale lembrar: consulte sempre dermatologistas!


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.