Os benefícios do suor para a pele. Isso mesmo, você não leu errado

Publicado em 9 de agosto de 2021 por .

benefícios do suor para a pele

Foto: Pinterest

Suar certas vezes pode ser considerado um incômodo. Esfregar o rosto, trocar uma blusa. Entretanto, o suor possui grandes benefícios para a pele, inclusive de hidratação. Sim, você não leu errado. O suor é o seu hidratante vegano e natural para uma pele com glow, quando ela fica com aquele aspecto de brilho naturalmente saudável – e nada oleoso –, geralmente depois de treino, um exercício ou uma corrida. Mas será que o suor obstrui os poros, causa mal cheiro? Nessa matéria, vamos tirar todas essas dúvidas e contar por que ele é bom para nossa saúde e para a beleza da pele.

Antes de entrarmos nos detalhes e entender quais são os benefícios do suor, precisamos compreender quem de fato é ele. O suor nada mais é do que um líquido inodoro, composto por 99% de água e sais minerais, produzido pelas glândulas sudoríparas. Ele é o nosso maior agente desintoxicante e responsável pela refrigeração do nosso corpo.

Para você entender melhor, o nosso corpo tem dois tipos dessas glândulas: as glândulas sudoríparas écrinas, que estão presentes em quase toda a superfície da pele, e então produzem um suor mais aquoso, que é quando você faz uma atividade física e fica toda molhada. Já as glândulas sudoríparas apócrinas ficam em lugares específicos do nosso corpo, como nas axilas, região central do tórax e períneo. “As glândulas apócrinas produzem um suor mais rico em lipídios e não têm cheiro, mas quando ele é metabolizado pelas bactérias, aí produz o odor”, explica o dermatologista Daniel Cassiano, coordenador da residência do ambulatório de dermatologia da UNIFESP. E tem mais. “As toxinas que o suor remove não só fazem você se sentir melhor, mas sua remoção também rejuvenesce a pele”, disse o dermatologista Shyamalar Gunatheesan à Vogue Australia.

E isso vai muito ao encontro da explicação do doutor Daniel, de que pacientes que sofrem de displasia ectodérmica anidrótica, uma doença genética que tem como sintoma a ausência das glândulas sudoríparas, costumam ter a pele mais ressecada, envelhecem mais rápido e são mais propensos a ter dermatite e infecções. “Então é ao contrário, o suor não retira a hidratação da pele, ele ajuda a mantê-la”, revela Daniel. 

O professor de fisiologia humana da Universidade de Oregon, Christopher Minson, explicou para o jornal The New York Times que o suor possui uma série de eventos que aumentam a circulação sanguínea, reparam o tecido muscular danificado, reduzem a pressão arterial, reduzem a inflamação, hidratam a pele, afastam bactérias nocivas e possivelmente aumentam a imunidade. Um barato né? 

E oleosidade e suor, têm alguma relação? Pode esquecer isso, pois são glândulas diferentes. “Quem produz o sebo da pele é a glândula sebácea, que desemboca da abertura folicular dos poros, onde tem pelo também. A abertura das glândulas sudoríparas é em outro lugar.”

Portanto, suar é saudável e não tem problema, ele é condição importante para o nosso corpo. Então bora beber água, se exercitar e suar muito!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site usa cookies para lhe oferecer uma melhor experiência de navegação. Ao navegar neste site, você concorda com o uso de cookies.