Rotina de skincare minimalista x maximalista: existe a melhor?

Foto: Jazzie Moyssiadis

Com a ascensão do K-beauty e os famosos 10 passos da rotina de skincare, muitos têm a impressão de que mais é mais, ou seja: quanto mais produtos e ativos você aplicar, mais bonita sua pele ficará. Segundo as previsões de tendência do escritório brasileiro do bureau de estilo WGSN, daqui pra frente, os rituais de beleza ficarão mais simplificados, com cosméticos de fórmulas simples e funcionais. “No mundo pré-pandêmico, os consumidores já estavam se cansando ​​de rotinas de 10 etapas e mais ambientalmente conscientes. Mas a pandemia realmente acelerou essa tendência, já que os consumidores de beleza foram capazes de pausar e reavaliar suas prioridades e procurar tomar decisões mais inteligentes – para seus bolsos e o planeta”, diz Clare Varga, head of beauty da WGSN Global à Vogue. De maneira complementar, o relatório do Pinterest de tendências para 2021 afirma que as pessoas estão abraçando mais a beleza natural e mais simplificada, deixando a verdadeira textura da pele aparecer.

A dermatologista de São Paulo Daniela Pimentel, tem uma opinião que vai ao encontro dos especialistas em tendências. “No começo da pandemia, quando as pessoas começaram a ficar mais em casa, elas gastaram mais tempo cuidando da pele. Agora a tendência é a rotina ficar mais minimalista, até mesmo considerando a necessidade do uso de máscara (que abafa mais a pele do rosto e pede menos produtos)”, opina.

Uma rotina de skincare minimalista contém os passos mais básicos da rotina de cuidados com a pele: limpeza, hidratação e proteção. “Como minimalista, eu considero um antioxidante, que pode até vir com um hidratante de manhã e algum ácido à noite, dependendo da idade e se tem algum problema de pele ou não”, afirma a dermatologista.

A Luiza, do Instagram de beleza Tua Pele, por exemplo, é dona de uma cútis sensível e com rosácea, e, após uma crise de pele no ano passado, aderiu a uma rotina mais simples, orientada pela sua dermatologista. “Percebi que quanto mais minimalista, melhor para a minha pele, para não dar reação”, diz ela. Para conferir a entrevista na íntegra, clique aqui. Já a influenciadora Lili, que dispensa apresentações, ama cuidar da pele (você pode conferir mais sobre o ícone lá na sua página do Instagram) e já testou mais de 500 produtos – tá passada? Sua rotina tem em média 10 passos. Entre eles, essence, sérum, ácido, brumas e óleos. “Gosto de olhar para mim e ver que eu estou tratada, que eu cuido de mim. Não é só sobre beleza, é sobre um todo”, acredita.

Para quem não sofre com sensibilidade na pele e gosta de vários passos no cuidado com a pele, Dani sugere acrescentar uma água micelar após o gel de limpeza, o antioxidante, o hidratante e o filtro solar para a rotina da manhã. À noite, algum ácido para ser intercalado com outro produto, dependendo da necessidade da pessoa; em seguida, um creme para a região dos olhos, um para o pescoço. “Às vezes, eu deixo um filtro solar com cor para o rosto e o sem cor para o pescoço”, diz a especialista.

E será que existe uma rotina melhor do que a outra? Segundo Daniela, depende da necessidade de cada pele. “A pessoa mais jovem com menos queixas sobre a pele pode se beneficiar de uma rotina mais básica. Para um paciente 40 mais, já faz parte da rotina incluir um creme para área dos olhos, um creme para o pescoço. Às vezes, recebo muitos pacientes usando muitos produtos que fogem um pouco do bom senso.”

A verdade é que as rotinas não têm regras, tudo bem também se o seu humor do dia não está favorável para fazer uma rotina mais completona, se é um dia que só cabe uma limpeza e protetor solar, tá tudo bem. O importante é não se fazer refém de algo que na verdade é para te dar prazer – e claro, consulte sempre dermatologistas.

 


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.