Dossiê da pele oleosa: mitos, verdades, dicas e a polêmica da hidratação

Você já se perguntou por que sua pele é oleosa? O óleo que é produzido naturalmente pela pele vem das glândulas sebáceas e é chamado de sebo. “No corpo todo, essa quantidade de sebo é o que mantém a hidratação e atrai água para a pele. Por termos uma quantidade muito maior dessas glândulas no rosto, pode haver mais produção de sebo e a pele fica oleosa”, explica o dermatologista Igor Magalhães. especialista em cosmiatria pela UFRJ e pela Universidade de Yale. Quer ter certeza de que a sua pele é oleosa? Lave o rosto e espere cerca de 20 minutos. Se ele começar a brilhar, provavelmente é. E qual o problema? Nenhum, é só a gente aprender a cuidar do nosso tipo de pele, buscando o que a gente quer na vida, em geral: equilíbrio. Ou seja, controlar o excesso de sebo sem exagerar, para aproveitar os benefícios que a pele oleosa naturalmente pode nos trazer.   

Vantagens e desvantagens

“Embora a pele oleosa possa obstruir os poros e levar ao aumento do aparecimento de acne, ela também tem muitos benefícios. O óleo ajuda a preservar a pele, e as pessoas com pele oleosa tendem a ter uma espessura cutânea maior e com menos rugas. O segredo é encontrar um equilíbrio entre ter muito óleo e manter a umidade natural da pele”, diz o site da Academia Americana de Dermatologia. Igor, porém, relativiza a afirmação da AAD sobre as rugas. “A pele oleosa e a seca vão envelhecer com a mesma velocidade. O que acontece é que na pele oleosa o craquelado, as linhas finas, são menos visíveis.” Já Marta Barros, especialista em Cosmiatria pela UNIFESP e professora de Dermatologista no Centro Universitário São Camilo, levanta uma grande vantagem desse tipo de pele: a barreira cutânea tende a ser mais protegida, prevenindo o ressecamento e a desidratação, a proteção contra a poluição e doenças de pele em geral. Já entre as desvantagens, Igor ressalta a tendência à formação de acne, manchas, além do desconforto com a produção de óleo exacerbada. Mas atenção, que isso não é uma sentença. “Apesar da pele oleosa ter uma maior tendência à formação da acne, os mecanismos vão além somente da oleosidade da pele. Uma pele oleosa tem uma produção maior de sebo, mas não necessariamente alterações inflamatórias e infecciosas”, explica a Martha.

Precisa hidratar ou não?

Pele oleosa não é garantia de pele hidratada. Isso porque ela produz mais sebo, que retém a umidade, mas não produz água, que é a base da hidratação. Sendo assim, a dica é procurar hidratantes que reponham a água e não a gordura, algo que a pele oleosa já produz em abundância. Entram em cena as texturas mais aquosas e com ativos hidratantes não oleosos, como o ácido hialurônico, por exemplo. “A pele oleosa precisa sim de hidratação e de protetor solar, a não ser que o protetor tenha emolientes hidratantes junto. Hoje, no mercado, há uma gama enorme de protetores solares que tentam unir funções para a rotina ficar mais fácil”, reforça Marta. 

Nem todos os dermatologistas concordam, porém, que a pele oleosa precisa obrigatoriamente de hidratação extra. “Academicamente falando, em teoria, a pele oleosa é uma pele mais hidratada. E o que é um cosmético hidratante? É o que tem um certo nível de concentração de gordura, dependendo do veículo, podendo ser creme, gel, pomada. O sérum é o que tem menos gordura de todos, mas ainda assim, pode desencadear acne em peles muito oleosas. Por isso, geralmente não recomendo hidratante, mas sim o protetor solar para meus pacientes com pele muito oleosa”, diz Igor. 

Cuidados

Segundo os médicos, para cuidar corretamente da pele oleosa, é necessário investigar o que está acarretando a oleosidade excessiva, e daí partir para as soluções, que variam de tratamentos com lasers a rotina de cuidados com a pele. “Além da herança genética, contribuem para a oleosidade da pele os fatores hormonais, o excesso de sol, o estresse e uma dieta rica em alimentos com alto teor de gordura”, diz a Sociedade Brasileira de Dermatologia. O estresse, lembra o dermatologista Fábio Rebucci, provoca o aumento da produção de cortisol, o que eleva o nível de inflamação do organismo e altera a saúde e o especto da pele, incluindo espinhas.

Formulações mais leves, em gel, sérum e soluções oil free tendem a garantir a hidratação da pele oleosa sem provocar excesso de oleosidade ou acne. Ativos como ácido salicílico, glicólico, ácido retinóico e derivados, bisabolol, aloe vera, ajudam a equilibrar essa oleosidade, mas é muito importante tomar cuidado para não exagerar tanto na limpeza quanto na esfoliação química, para não retirar a gordura que a pele precisa para se manter saudável e hidratada. “Há ativos que ajudam no controle da oleosidade, mas precisam ser usados com moderação, do contrário, a pele vai entender que está perdendo sua proteção e vai gerar um aumento da oleosidade”, pondera Marta. 

Rotina básica

Para iniciar a rotina de skincare, Marta e Igor recomendam simplificar para manter a constância – não adianta fazer mil passos num dia, e no outro não fazer nada, segundo eles. 

Durante o dia

Comece com um sabonete que seja adequado pro seu tipo de pele – no caso da oleosa, são sabonetes que tenham mais detergente, para retirar mais o óleo, podendo ter alguma porcentagem de ácido salicílico. Em seguida, aplique um tônico, que no caso das peles oleosas, é especialmente interessante por ajudar na limpeza. Depois, um tônico com vitamina C ou um outro tipo de antioxidante e, por último, o protetor solar.

Noturna

Use água micelar, caso você esteja de maquiagem, por ser mais leve que o demaquilante convencional. Em seguida, aplique o sabonete e o tônico. O restante vai depender das necessidades de cada paciente. “Podemos acrescentar um ácido mais forte dependendo de qual for o seu objetivo de tratamento para linhas, acne ou manchas, por exemplo”, diz Igort. 


1 comment

  • Minha pele é oleosa mesmo em dias frios, e sempre busco mantê-la hidratada. Tenho um problema com o tônico, usando sempre (antes ou depois dos outros passos) eu sinto que minha pele fica mais oleosa, não sei o motivo, mas minha pele não se dá bem com tônicos ou águas micelares. Aceita apenas lenços demaquilantes, o que é minha salvação para deixar a pele ainda mais limpa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *