Bruna Tavares, Negra Rosa e mais momentos imperdíveis do Podcast Bonita de Pele

Publicado em 25 de maio de 2021 por .

Foto: Jazzie Moyssiadis

Já ouviu a 1ª temporada do Podcast Bonita de Pele? São oito convidadas e convidados, que contam como construíram suas marcas brasileiras em diversas áreas da beleza. O legal é que essas empresas modernas são o exemplo de sucesso dos vários dos temas relacionados ao consumo hoje no Brasil e no mundo, como a beleza consciente da Simple Organic, a venda online da pioneira Beleza Na Web, o skincare mais acessível com tecnologia de ponta da Creamy e da Océane, a maquiagem da Negra Rosa, que inclui as mulheres negras como potentes consumidoras e formadoras de opinião que são, o conceito clean beauty internacional da Orna Formula, a marca de maquiagem surgida a partir das redes sociais com a Linha Bruna Tavares. E, para embalar tudo isso, uma aula de história da beleza com a trajetória de Celso Kamura, um ícone da área que une a experiência do salão de cabeleireiro, uma paixão nacional, com a criação de moda, momento totalmente aspiracional, em revistas e fashion weeks. 

A seguir, alguns dos melhores momentos em falas dos nossos convidados e a entrevista de cada um e cada uma, pra você ouvir e reouvir enquanto preparamos a próxima temporada. É uma verdadeira aula e muito inspirador, recomendamos!

BRUNA TAVARES

“Eu surfava de braçada. As marcas não me enxergavam (como concorrente) porque eu estava no digital”

“Quando eu cheguei, a tampa do batom era só aquela preta, sabe, lisa, básica, sem decoração. Agora tem 3D, agora tem hot stamp

“Teve dois ou três tons de batom que lancei a partir de uma foto da Kylie Jenner com um batom que não existia: ela fez uma mistura de tons e botou um filtro do Instagram em cima. Levei a foto no laboratório e falei: ‘Quero fazer essa cor de batom’. Isso antes mesmo dela lançar o batom pela marca dela.”

NEGRA ROSA

“A gente sabe que não é um tom de base que vai acabar com o racismo. Mas é uma forma de inclusão no mercado de beleza.”

“Normalmente, quando você chega à fábrica, a visão está muito na pele branca. Você acaba tendo que ensinar as pessoas a produzir, mesmo sem ter um conhecimento de química.”

“Nunca quis ter uma marca de beleza que fosse mais uma marca padrão, fazendo fotos que são corrigidas no Photoshop e tiram tudo, deixando a pessoa com uma pele perfeita. Para mim, essa perfeição causa muito mal. As pessoas se sentem insatisfeitas, inadequadas.”

MICHEL CHEHAIBAR

“Quando você falava de maquiagem, todo mundo só falava que comprava maquiagem importada. Comecei a entender que um motivo era o preço e outro, a qualidade.”

“A gente é a Disney da beleza e a Zara dos cosméticos, onde você consegue comprar tudo com um preço bacana.”

“O mercado se estruturou melhor para poder oferecer a beleza à população. Antigamente ele era muito limitado. Tudo começou com esmalte, e depois dele veio toda a parte de maquiagem. Antes disso, acho que você não tinha muito investimento nessa área.”

 

PATRICIA LIMA

“O que era uma tendência, de falar de um universo natural, vegano e orgânico, foi consolidado na pandemia. As pessoas criaram consciência de consumo.”

“Quando fui buscar a sustentabilidade, a beleza natural caiu no meu colo. Olhei para o mercado e pensei: ‘no SPFW, que é de onde eu venho, não existe esse conceito’.”

“Eu quero tirar o estigma de: ‘ai, beleza natural? Não sei se tem performance’.”

GABRIEL BELEZE

“Em termos de qualidade de produto, acho que o Brasil evoluiu muito nos últimos anos. Temos que ter muito orgulho das nossas marcas.”

“Às vezes você lança um produto, vai fazer ação com influenciadora e não dá certo porque o público daquela influenciadora não tem nada a ver com seu produto.”

“Nas duas marcas (Skelt e Creamy), a gente sempre focou muito no cliente e no produto. Sempre queremos trazer um diferencial para o mercado. Mas foram estratégias muito diferentes, então não acho que existe uma fórmula de sucesso.”

LUANA SERODIO

“A mulher entra na Beleza na Web, se informa, e depois compra onde ela quiser. Mas ela sabe que a informação é segura.”

“No começo, as marcas não queriam deixar a gente vender os produtos delas online.”

“Hoje, não existe mais isso: não é porque o produto é caro que é bom, e nem que é ruim porque é barato.”

JULIA ALCANTARA

“Nunca fomos as pessoas com os maiores números, mas o nosso engajamento sempre foi muito importante e a gente começou a participar de ações com marcas gigantes.”

“Viemos de uma família que tem essa veia de arriscar, e o risco é toda a base do empreendedorismo.”

“Nada é tão previsível, por mais que você tente prever as coisas o mundo é dos que conseguem se adaptar mais rápido.”

CELSO KAMURA

“Fotografe e coloque no Instagram. Mas não faça a beleza pensando no sucesso das redes, faça pensando em deixar a pessoa que está na cadeira do salão feliz.”

“Tudo que eu fiz e conquistei, eu nunca planejei. Tudo aconteceu naturalmente, pelo amor à arte.”

“Meu grande desafio atual são as redes sociais. Se a gente não inteirar, não aprender, a gente vai morrer, né? Se você não estiver ligado na internet, ninguém vai te ver.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site usa cookies para lhe oferecer uma melhor experiência de navegação. Ao navegar neste site, você concorda com o uso de cookies.