3 perguntas sobre exercício físico e máscara contra Covid-19

Publicado em 20 de maio de 2021 por .

Foto: Jazzie Moyssiadis

A máscara de proteção contra o Covid-19 se tornou peça indispensável no dia a dia, seja para trabalhar, ir ao mercado, à farmácia e também durante a atividade física. Conversamos com o Gilson Pires Dorneles, professor de Educação Física, doutor em Ciências da Saúde e pesquisador da UFCSPA/ Porto Alegre, para falar sobre a prática de exercícios físicos com a máscara de proteção. Ele conta que o acúmulo de gás carbônico no acessório é bem pequeno, e não interfere na performance do exercício, mas faz uma ressalva. “Pacientes diagnosticados com doenças pulmonares crônicas devem conversar com seus médicos e/ou fisioterapeutas antes de utilizarem máscaras no exercício.” Ele também dá dicas das melhores máscaras e como melhorar o conforto delas durante o treino. Dá só uma olhada.

1. A máscara dificulta a respiração e o rendimento durante o exercício físico?
A limitação ventilatória é muito pequena quando estamos nos exercitando com máscara, e o acúmulo de gás carbônico é praticamente nulo. Novas pesquisas mostram que a frequência cardíaca, taxa respiratória, pressão arterial e os níveis de oxigênio no sangue não são alterados de modo significativo quando a pessoa utiliza máscara durante exercícios moderados a intensos. Além disso, não foram observadas diferenças em variáveis como tempo de exaustão e a potência gerada pelos praticantes. Porém, pacientes diagnosticados com doenças pulmonares crônicas, como a doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), mesotelioma ou hipertensão pulmonar devem conversar com seus médicos e/ou fisioterapeutas antes de utilizarem máscaras no exercício.

2.Quais máscaras são as mais recomendadas para utilizar durante o treino?
Este é um ponto sensível e acredito que deve estar relacionado ao risco de transmissão do coronavírus e o ambiente de exercício. Por exemplo, ambientes fechados (“indoors“) como academias, estúdios e clínicas são locais de alto risco de transmissão. Muitas vezes o distanciamento ideal e a baixa ventilação aceleram o contágio nestes ambientes. Assim, em locais fechados a utilização de máscaras de alta proteção – as do tipo N95 – é essencial caso o número de pessoas dentro da sala seja considerável. Em outras situações, máscaras com no mínimo duas camadas (de tecido ou cirúrgicas) podem ser utilizadas desde que se respeite um distanciamento de mais de 2 metros entre as pessoas. As N-95, mesmo quando úmidas pelo suor, apresentam boa eficiência. 

3.Tem alguma dica para dividir com a gente para melhorar o conforto durante a atividade física  com máscara?
Usar máscara durante o exercício realmente requer uma fase de adaptação. No início, talvez seja ideal reduzir um pouco a intensidade de esforço por alguns dias. Outra forma de atenuar o desconforto inicial é realizar pausas durante o exercício para reduzir a frequência ventilatória.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site usa cookies para lhe oferecer uma melhor experiência de navegação. Ao navegar neste site, você concorda com o uso de cookies.