Vitamina C pura e derivada, conheça diferenças e usos

A vitamina C é um antioxidante importante para combater os radicais livres, estimular a síntese de colágeno e melhorar a barreira cutânea da pele. A dermatologista Mamy Honda, de São Paulo, lembra ainda que ela pode agir na inibição da tirosinase, uma enzima envolvida na pigmentação da pele. “Há uma vasta literatura que mostra que a vitamina C em particular pode prevenir manchas marrons e reverter danos de raios ultravioleta, além de estimular a produção de colágeno”, concorda Abigail Waldman, professora de dermatologia da faculdade de medicina de Harvard, nos EUA, no blog da Harvard Medical School.  

Você sabe qual a diferença entre a vitamina C pura e a derivada, e qual delas é a mais indicada para a pele? A gente te conta tudo a seguir. 

A vitamina C pura, conhecida cientificamente como ácido L-ascórbico, tende a ser mais potente. Em compensação, apresenta instabilidade química e fácil oxidação, o que pode comprometer sua performance. Para garantir sua eficácia, é importante escolher uma fórmula bem estabilizada, de boas marcas com tecnologia para isso – dependendo da solução em que a vitamina C é misturada, pode se oxidar facilmente. Além disso, a luz e o ar fazem com que, de maneira geral, o produto perca o efeito mais rápido. Já os derivados da vitamina C são, se comparados isolados, são menos potentes do que o ácido L-ascórbico, porém, são mais estáveis quimicamente. “Como a derivada é mais estável, ela tende a ser efetiva por mais tempo. A pura perde o efeito rapidamente”, complementa a farmacêutica Carol Ribeiro, ao se referir às vitaminas C puras com fórmulas não estáveis. Para descobrir se a sua vitamina C, pura ou derivada, está com os efeitos antioxidantes em dia, um truque: corte uma maçã ao meio, pingue várias gotas da sua vitamina C apenas numa das metades e espere cerca de três horas. Se a parte da maçã com o produto não escurecer, é porque a vitamina C está ativa, funcionando. 

Entre as vitaminas C derivadas os nomes mais comuns são Ascorbic Acid Ethyl Ester, o L-ascorbic Acid 2-Glucoside (AA2G) e o Ascorbyl Palmitate. “A diferença entre elas está na tecnologia empregada para proteger a molécula da vitamina C da oxidação precoce”, afirma Luiz Romancini, dermatologista responsável pelas fórmulas da Creamy. “São moléculas de vitamina C alteradas que ficam protegidas da oxidação enquanto o produto está no frasco, passando a ter efeito apenas quando aplicadas na pele”, afirma.

Tanto derivada quanto pura, a vitamina C, quando usada junto com outros agentes antioxidantes, como a vitamina E, tem sua ação intensificada. “Costumo recomendar séruns que combinem vitamina C, E e ácido ferúlico”, diz a doutora Waldman, de Harvard, sobre o trio presente em fórmulas como a da SkinCeuticals

A escolha entre uma delas vai depender do seu tipo de pele. “Por não se tratar de um ácido, a vitamina C derivada tem potencial menor de irritação, sobretudo para quem nunca utilizou o ativo ou tem pele sensível”, diz Romancini. Estudos apontam que concentrações altas, acima de 10%, demonstram melhores performances, lembrando que no caso da vitamina C, nem sempre a porcentagem equivale ao quanto vai ser entregue, já que o ativo só vira vitamina C quando em contato com a pele. Segundo Carol, porém, existem tecnologias que permitem que uma concentração menor dessa substância possa ter a mesma ação, com melhor estabilidade e permeabilidade

Sobre contraindicação, as duas especialistas afirmam que não é comum, mas há quem tenha sensibilidade ao ativo. Neste caso, tente a derivada e, se não der certo, procure dermatologistas e peça a indicação de outro antioxidante. 

VITAMINA C PURA:

Improve C 30 – Dermage
C E Ferulic – Skinceuticals
Derma Complex Concentrado de Vitamina C 20 – Adcos
Flavo-C Serum antioxidante – Isdin
Salicyli C10 – La Roche Posay

VITAMINA C DERIVADA:

Vitamina C 10% – Creamy
Super C Restorative Cream – Under Skin
Sérum A – Oxitive – Avène
Óleo Facial de Vitamina C com Rosas e Esqualano – Biossance
Ampola C-niacin- Isntree

6 comments

  • Eu tenho a Vit C da La Roche-Posay, ela fica com um toque seco na pele, aveludado mas oxida rápido, percebi q o líquido foi ficando mais escuro, será que pode usar mesmo assim?
    E também tenho o da Biossance, o cheiro é incrível mas pra minha pele que é oleosa, fica mega pegajoso e brilhante, não consigo usar de dia, senão a pele parece que da pra fritar um ovo. Estou usando apenas de noite e em dias mais frios.
    Obrigada pela matéria! Tirou muitas dúvidas 🙂

  • Comprei a vitamina C da Avon e estou esperando chegar. Já ansiosa para testar. Mas tenho muita vontade de usar a da Creamy também!!

    • A melhor que já usei é a Melano CC serum da japonesa Rohto. Transparente, some na pele e tem uma ação muito potente. Comprei no Mercado Livre, pelo menos enquanto as exportações por lá estiverem suspensas.

  • Usei a minha da ADCOS até o fim e achei maravilhosa!!! Tenho pele oleosa e ela ficava em uma textura muito confortável por ser uma espécie de sérum! Eu amei, super recomendo!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.