A história da Creamy e como virar hit no mundo da beleza

Publicado em 7 de maio de 2021 por .

Erguer uma marca de sucesso no concorrido mercado de beleza brasileira não é nada fácil. Imagina se você consegue e, não contente, decide começar outra? O segundo episódio do Bonita de Pele Podcast fala com um empreendedor que passou exatamente por isso: o curitibano Gabriel Beleze primeiro fez a Skelt, marca focada em autobronzeamento. Hoje, ele também atende como co-fundador da Creamy, especializada em skincare cujos produtos já tiveram uma lista de espera de nada menos que 100 mil nomes loucos para comprar um lançamento!

Com formação em engenharia de produção, Beleze ainda estava na faculdade quando começou o projeto da Skelt. Ele usava bastante autobronzeador e sempre ficou insatisfeito com o que achava no mercado nacional, por isso decidiu fazer ele mesmo algo com qualidade e preço acessível. Melhor combo! “A história da maioria dos empreendedores é de afinidade com o produto, vem de uma necessidade”, ele explica. E no começo, essa marca nativa digital já começou a trabalhar com influenciadores – era o começo dos stories no Instagram. “Quando você consegue casar o produto, a influenciadora e o público, é uma coisa mágica”, Beleze garante.

Na Creamy, o empresário conta com mais dois sócios e atende um outro perfil de público. E o relâmpago caiu no mesmo lugar: outro superhit! Será que existe uma fórmula que ele seguiu em ambas? “Nas duas marcas, a gente sempre focou muito no cliente e no produto. Sempre queremos trazer um diferencial para o mercado. Mas foram estratégias muito diferentes, então não acho que existe uma fórmula de sucesso.” Quer saber mais das duas marcas que bombam e as diferenças entre elas? Play para ouvir!

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site usa cookies para lhe oferecer uma melhor experiência de navegação. Ao navegar neste site, você concorda com o uso de cookies.