Negra Rosa e o mercado de maquiagem para pele negra

Publicado em 7 de maio de 2021 por .

Rosangela Silva, criadora da Negra Rosa

Segundo os dados do IBGE, 54% da população brasileira é negra. Mas a quantidade de marcas dedicadas à maquiagem para pele negra, ou que ao menos tenham opções para pele negra, ainda não condiz com essa maioria. Uma das pioneiras é Rosangela Silva, que tinha um blog e um canal no YouTube com conteúdo de beleza desde 2010, e decidiu investir na marca Negra Rosa com uma sócia, primeiro criando batons, e depois abrindo o leque de produtos e incluindo bases que viraram queridinhas. Ela é a convidada deste episódio do Bonita de Pele Podcast para falar sobre o pioneirismo na maquiagem para mulheres negras no Brasil – vale lembrar que a Negra Rosa foi fundada muito antes da Fenty Beauty acontecer e fazer história no mundo todo, viu?

Rosangela é muito crítica, e com razão, em relação ao mercado. “Existia aquele tom marrom de base, que é um marrom que não serve para ninguém. Só mudou porque, com o acesso a internet, muitas pessoas negras começaram a questionar isso.” 

Ela causou impacto na indústria mesmo sendo menor que as concorrentes gigantes ao trazer bases de tons mais escuros numa época em que essa opção não existia por aqui. “Ter uma base [no tom da sua pele] não vai acabar de forma alguma com o racismo que você sofre, não é essa a questão. Mas é uma forma de você incluir essas pessoas no mercado de beleza de uma forma respeitosa.” Dá o play para conhecer mais essa história de sucesso no mercado de beleza brasileiro!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site usa cookies para lhe oferecer uma melhor experiência de navegação. Ao navegar neste site, você concorda com o uso de cookies.